Partilhar um pedacinho de mim
Neste momento em que começo a preparar-me para deixar o Brasil (mais uma vez), quero partilhar o que vivi ao longo destes 2 meses e meio... entre aulas, na Escola para Formadores… e tantos, tantos encontros com outras pessoas que me confiaram a sua história, e que eu por meio delas senti que toquei a Graça de Deus na minha vida e na vida destas pessoas.
Sempre mais me convenço que partilhar a vida nem sempre é fácil, porque exige que abandonemos o conhecido, o habitual, o seguro,… para «rumarmos» em direcção à aventura do desconhecido, que nos lança na graça infinita do amor de Deus que nos acolhe sem preconceitos e sem julgamentos. Tudo para mim hoje é graça… e graça que me vem de Deus, por meio das minhas Irmãs que me ajudam a descobrir sempre mais o Seu rosto, lá onde por vezes também eu não quero olhar.
Por vezes, a nossa vida grita por um standby para retomar sempre mais o caminho com verdade, autenticidade, sensibilidade, sinceridade, disponibilidade (etc, etc, etc…)… É bom concedermo-nos esse tempo, esse espaço, para não sermos «engolidos» pelo «ram-ram» da vida, pelo corre-corre da faculdade, dos trabalhos e da missão que cada um de nós assume. É preciso ter a coragem de parar, não para tirar férias da vida, mas para se olhar, olhar quem nos rodeia todos os dias, e descobrir que lá onde eu não posso, e nem vejo como trabalhar, Deus vai trabalhando com muita, muita criatividade.

Olha a tua vida… deixa-te desafiar pela criatividade e como diz um dos cânticos dos escuteiros… «impele a tua própria canoa… se queres ser feliz (oh, oh) não te deixes ir à toa, impele a tua própria canoa, impele a tua própria canoa…».
  • Tem calma...

    Tem calma...
    porque no meio da tormenta é duro caminhar!

    Renovação

    Na nossa vida precisamos constantemente renovar-nos interiormente, mas por vezes também o exterior é reflexo do nosso interior... eis o porquê deste novo visual. Sejam benvindos!!!
    Loading...

    Seguidores